Como descartar eletrônicos

Seis meses depois de comprar um celular, muita gente já está de olho em um modelo mais novo. Computador? Em menos de dois anos já se pensa num equipamento mais novo. Algumas pessoas encontram novo uso para o equipamento velho ou repassam-no para amigos, familiares ou conhecidos. Mas boa parte dos produtos vira mesmo sucata.

Como descartar eletrônicos

Segundo relatório da ONU, o Brasil é o maior gerador de lixo eletrônico entre os países emergentes, descartando mais de meio quilo de equipamento por habitante todo ano. O problema é que o descarte de eletrônicos nem sempre é feito corretamente. A empresa especializada em soluções de reciclagem e sustentabilidade Umicore afirma que apenas 2% dos celulares brasileiros são devidamente reciclados, por exemplo. Como a maioria das cidades ainda não realiza a coleta seletiva, grande parte dos eletrônicos acaba misturada a outros materiais e despejados nos lixões, causando danos ao ambiente e à população.

Para reverter a situação, o Governo Federal lançou a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). Desde 2010, a lei estabelece diretrizes para a coleta e a reciclagem de resíduos sólidos, protegendo o meio ambiente, os catadores de lixo e a população em geral de possíveis problemas de saúde gerados pelo contato com componentes químicos tóxicos, como mercúrio, cádmio e chumbo.

Segundo a ONU, o aproveitamento correto do lixo tecnológico pode gerar renda e promover o desenvolvimento sustentável. No Brasil, há projetos usam o descarte de dispositivos eletrônicos em ações de inclusão social e digital. Com equipamentos doados, várias ONGs e instituições públicas promovem atividades educacionais e profissionalizantes para catadores de lixo e pessoas de baixa renda. Tem algum produto que foi deixado de lado? Conheça algumas opções para descartá-lo sem peso na consciência ou fazer uma boa ação.

Doações

CDI

O Comitê para a Democratização da Informática (CDI) é uma ONG dedicada à inclusão digital, com sede no Rio de Janeiro e presença em 12 países. Em São Paulo, trabalha em parceria com a FUNDETEC, que oferece mão de obra para recondicionamento de computadores, e com a companhia de reciclagem de lixo eletrônico San Lien, que coleta materiais sem condições de reaproveitamento. Para doar ao CDI, é preciso entrar em contato com a unidade regional mais próxima e informar-se sobre o processo adequado de envio. Em São Paulo, a oferta deve ser negociada pelo e-mail [email protected].
CDI
(21) 2558-5695 e (11) 3666-0911, ramal 23

Computadores para Inclusão

Os Centros de Recondicionamento de Computadores (CRC) recebem equipamentos doados por pessoas físicas, empresas e órgãos públicos a fim de reutilizá-los em atividades de formação educacional e profissionalizante de jovens de baixa renda. As oficinas são realizadas pelo projeto Computadores para Inclusão. O programa é uma ação do Ministério das Comunicações e faz parte da política de inclusão digital, que também busca oferecer alternativas de renda para catadores de lixo e comunidades carentes. Atualmente, os CRCs funcionam nas cidades de Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Lauro de Freitas (BA), Porto Alegre (RS) e Recife (PE).
Projeto CRC
(61) 3311-6389

Fábrica Verde

O projeto Fábrica Verde é uma iniciativa da Superintendência de Território e Cidadania, da Secretaria do Estado do Meio Ambiente do Rio de Janeiro. O objetivo é reaproveitar o lixo eletrônico para capacitar jovens e adultos de baixa renda na manutenção e montagem de computadores, estimulando a geração de renda e emprego na área de tecnologia. O projeto tem unidades no Complexo do Alemão, Rocinha e na Tijuca, e aceita computadores e equipamentos da categoria em diversos locais do Rio de Janeiro.
Fábrica Verde
(21) 3181-4366

Descarte

Descarte Certo

Com cobertura nacional, o Descarte Certo oferece coleta em domicílio de materiais eletrônicos e seu envio aos locais adequados de reciclagem. A empresa presta serviço para pessoas físicas e jurídicas e recolhe itens de pequenas ou grandes dimensões. Também atua em parceria com supermercados, seguradoras, lojas e alguns projetos sociais. Para agendar a coleta, preencha um cadastro pelo link Descarte Aqui no site da empresa. No formulário, é preciso especificar por qual empresa ou seguradora será feito o descarte. Caso seja feito diretamente pelo Descarte Certo, o custo para a coleta dos equipamentos mais comuns varia entre 39,90 reais para três equipamentos pequenos; 69,90 reais para até dois equipamentos médios; e 139 reais para um produto de tamanho grande.
Descarte Certo
(11) 4153-1777

CEDIR

O CEDIR-USP tem o maior centro público de descarte de lixo eletrônico da América Latina. O galpão de 450 metros quadrados recebe eletrônicos da Categoria 3, que inclui equipamentos de informática e telecomunicações, como computadores, celulares, teclados e mouses. Os materiais podem ser enviados somente por pessoas físicas, e são reaproveitados em instituições e entidades parceiras. É preciso abrir um chamado técnico pelo help desk do Centro de Computação Eletrônica da USP , nos telefones (11) 3091-6454/6455/6456 e agendar o envio dos equipamentos.
CEDIR – USP
(11) 3091-6400

Devolva para o fabricante

Uma das medidas mais interessantes da PNRS é a logística reversa, que responsabiliza os fabricantes pelo recolhimento dos produtos depois do consumo. Confira algumas empresas que adotam a prática. Todas as operadoras de celular também contam com postos de recolhimento.

Apple – Oferece código para envio gratuito de qualquer produto pelos Correios. Pedidos pelo 0800-7723126 ou [email protected]

HP – Cartuchos podem ser descartados nas lojas da marca e nas redes Kalunga ou Saraiva. Para outros equipamentos, envie pedido pelo e-mail [email protected]

Sony – A Sony coleta pilhas e baterias em postos autorizados ou nas lojas da marca. Instruções em abr.io/sony-reciclagem.

Samsung – Eletrônicos e cartuchos são retirados pela empresa em casa com agendamento pelo abr.io/coleta-samsung.

Positivo – Há um SAC com informações sobre a reciclagem e postos de coleta mais próximos no [email protected] e nos telefones 4002-6440 (São Paulo, Curitiba, Belo Horizonte e Brasília) e 0800-6447500 (outros locais).

Dell – Recolhe produtos em todo o país, com agendamento pelo site abr.io/dell-reciclagem.

Lenovo – Informa o melhor local para a coleta pelo SAC no 0800-8850500 ou [email protected]

 

http://info.abril.com.br/dicas/hardware/outros-4/como-descartar-eletronicos.shtml