Carregando Pesquisa
Facebook Twitter
Apostilas Artigos Tutoriais Aulas Blog Ferramentas de Rede Fórum Downloads Colabore Fale Conosco
» artigos
:: Soluções de Segurança no Ambiente Corporativo

José Mauricio Santos Pinheiro em 19/02/2007

 

É cada vez maior o número de corporações que desenvolvem seus negócios baseados em novas tecnologias de informação, como E-Commerce, ERP e CRM. Porém, na mesma proporção, estão aumentando os custos operacionais para a manutenção da infra-estrutura de Tecnologia da Informação (TI) protegida contra vírus, invasões pela Internet e atos de espionagem e sabotagem, fazendo com que muitos investimentos não atinjam o retorno esperado. Este artigo pretende apresentar a importância das soluções integradas de segurança no ambiente das redes corporativas.

Soluções Integradas

Os investimentos na área da segurança computacional têm se mostrado um fator decisivo para a redução dos custos operacionais e para a garantia da qualidade dos serviços e produtos nas corporações onde o negócio é fortemente dependente do desempenho da Tecnologia da Informação (TI).

Falhas na rede de comunicação, perda de informações por motivos diversos, disseminação de vírus e roubo de informações pela Internet, sabotagem, espionagem industrial, entre outros, são fatores que os profissionais da área de segurança corporativa precisam observar, definindo estratégias de atuação e implantando medidas de recuperação eficazes.

Soluções de segurança devem ser combinadas para permitir a criação de um fluxo de informações entre os diversos níveis funcionais, possibilitando a integração dos recursos computacionais de forma mais eficiente e segura, o que poderá possibilitar aumento na produtividade, melhorias da qualidade dos serviços internos, agilização nas transações e aumento da competitividade de um modo geral.

Neste contexto, devem ser escolhidas ferramentas eficazes e sintonizadas com o negócio, buscando sempre a maximização dos investimentos na área de TI. Tais ferramentas devem prover condições que permitam uma abordagem ampla dos problemas e oferecer soluções que vão desde o planejamento estratégico até a implantação e gestão dos sistemas computacionais.

As soluções devem ser eficazes, preferencialmente de baixo custo e de rápida implantação, abordando as seguintes áreas principais:

Implantação de redes de comunicação

  • Configuração de equipamentos de rede;
  • Configuração e controle de acessos;
  • Definição de topologias de rede;
  • Balanceamento de carga;
  • Instalação de infra-estrutura;
  • Certificação de rede.

Configuração de serviços de rede

  • Servidor de correio eletrônico;
  • Servidor www;
  • Servidor de domínio
  • Servidor de arquivos
  • Servidor de back-up;
  • Outros.

Acesso a Banco de Dados

  • Aplicações cliente/servidor
  • Interfaces com banco de dados;
  • Intercâmbio Eletrônico de Dados (EDI);
  • Auditoria de segurança de banco de dados.

Terceirização de Serviços de Rede

  • Administração e suporte;
  • Segurança física e lógica;
  • Controle de disponibilidade.

Planejamento estratégico

  • Planos de contingências;
  • Auditoria
  • Análise de impacto;
  • Suporte à tomada de decisões.

Programa de Planejamento e Gestão em Segurança

Um programa de planejamento e gestão em segurança deve ser considerado, objetivando a análise das necessidades da corporação como um todo (Empresa e profissionais) e utilizando como metodologia o estudo intensivo das normas e padrões para a integração do conhecimento relativo aos diferentes segmentos envolvidos.

Um dos objetivos do programa é desenvolver junto aos profissionais envolvidos habilidades em planejamento, implantação, análise e gestão da segurança, para que estes possam identificar e solucionar os problemas relacionados com a infra-estrutura de TI, bem como a inserção de questões tecnológicas e administrativas de segurança no processo de tomada de decisões estratégicas da corporação.

Outro objetivo do programa deve ser o de garantir um compromisso permanente com soluções de custo acessível e alta qualidade, sempre focando a melhoria da competitividade através da redução de riscos de invasão, roubos e perdas de informação, redução de custos operacionais, aumento de eficiência dos procedimentos internos e otimização da infra-estrutura computacional e de comunicação de dados.

Plano Diretor de Segurança Corporativa

A definição de um Plano Diretor de Segurança Corporativa - PDSC - (Enterprise Security Planning) é essencial para a integração do esforço de proteção da infra-estrutura de TI no âmbito gerencial e financeiro da corporação. Ele resume todas as decisões tecnológicas, administrativas e operacionais, representadas através da descrição de políticas de segurança, análise de riscos e vulnerabilidades, investimentos, definição de prazos e objetivos, considerando os diferentes cenários tecnológicos e comerciais.

Um Plano Diretor de Segurança Corporativa deve incluir os seguintes elementos principais:

  • Plano de Investimentos em Segurança;
  • Política de Segurança;
  • Arquitetura do Sistema de Segurança;
  • Organização do Conselho de Segurança;
  • Catálogo de Procedimentos;
  • Manual de Segurança Corporativa;
  • Plano de Reação a Incidentes de Segurança;
  • Plano de Capacitação de Segurança;
  • Plano de Auditoria de Segurança

Pode-se concluir, portanto, que o PDSC é o ponto de partida para a aprovação do Programa em Segurança e uma referência para todas as ações que interferem na segurança na organização.

Planejamento e Visão de Conjunto

Planejamento e visão de conjunto são imprescindíveis para se atingir o sucesso quando a solução envolve segurança, pois possibilitam uma abordagem ampla das questões de segurança corporativa e a integração das soluções propostas em ambientes computacionais heterogêneos, envolvendo redes, protocolos de comunicação, gerenciadores de banco de dados e desenvolvimento de soluções de middleware.

Um programa de segurança deve apresentar uma abordagem ampla das questões, envolvendo planejamento estratégico, análise e gestão da segurança no ambiente corporativo e também focar a aplicação efetiva das tecnologias de controle, visando desenvolver a capacidade dos profissionais para atuarem como especialistas na aplicação dos recursos tecnológicos disponíveis para suas redes de comunicação. É importante ressaltar que estes profissionais devem estar aptos para proceder a uma análise crítica do ambiente corporativo, propondo alternativas factíveis que reduzam efetivamente os riscos operacionais e seus custos associados, melhorando desta forma a competitividade e a qualidade dos produtos e serviços nas corporações.

Conclusão

Uma solução eficiente em segurança corporativa envolve conhecimento do negócio do cliente, tecnologia e, principalmente, conscientização e capacitação dos profissionais. O mais importante é que se reconheça a importância do elemento humano nos ambientes computacionais, uma vez que o ser humano é invariavelmente o elo mais fraco da cadeia de segurança e sobre ele devem recair os principais cuidados durante as fases de especificação, implantação e gestão de sistemas de segurança. Tal cuidado poderá possibilitar o desenvolvimento de uma cultura de prevenção sistemática dos problemas, valorização dos princípios éticos e de responsabilidade no trabalho, além da própria disseminação da importância do conhecimento sobre o tema segurança.

José Maurício Santos Pinheiro
Professor Universitário, Projetista e Gestor de Redes, 
membro da BICSI, Aureside e IEC.

Autor dos livros:
 
· Guia Completo de Cabeamento de Redes ·
· Cabeamento Óptico ·
· Infraestrutura Elétrica para Redes de Computadores
·
· Biometria nos Sistemas Computacionais - Você é a Senha ·

E-mail: jm.pinheiro@projetoderedes.com.br

© www.projetoderedes.com.br - Termos e Condições de Uso