Carregando Pesquisa
YouTube Facebook Twitter
Apostilas Artigos Tutoriais Aulas Blog Ferramentas de Rede Fórum Downloads Colabore Fale Conosco
» artigos
:: Site Survey, O Segredo de um Bom Projeto

José Mauricio Santos Pinheiro em 22/11/2004

 

Todos, ou pelo menos uma boa parte dos profissionais envolvidos em projetos de redes de comunicação já devem ter ouvido falar do termo "site survey". Por definição, "site survey" é uma metodologia aplicada na inspeção técnica minuciosa do local que será objeto da instalação de uma nova infra-estrutura de rede, na avaliação dos resultados obtidos com as melhorias da infra-estrutura existente ou mesmo na identificação e solução dos problemas de um sistema já em funcionamento.

Esse procedimento é realizado normalmente durante a avaliação do projeto, seja no levantamento da infra-estrutura necessária (dispositivos de conectividade, cabos, acessórios e outros), seja para a implantação de uma nova rede estruturada, instalação de equipamentos de rádio freqüência, redes wireless, etc, de forma a maximizar sua cobertura e eficiência, bem como reduzir os custos de investimento.

O que verificar

O site survey é uma ferramenta indispensável para detectar e ultrapassar problemas de performance após a implantação de uma nova infra-estrutura ou ampliação de uma rede.

Em quaisquer dos casos, o site survey pode ser utilizado para estabelecer métodos que permitam o remanejamento dos pontos de rede existentes pelo simples reposicionamento ou reconfiguração (no caso de redes estruturadas), ou ainda para a ampliação do número de pontos existentes e/ou aumento da cobertura da rede, adicionando-se novos Pontos de Acesso (no caso de redes wireless), cuja localização será obtida a partir dos resultados do levantamento da planta, das medidas de propagação em campo e das especificações de performance esperadas.

Durante a inspeção devem ser levantadas todas as condições técnicas do local da instalação, que inclui verificar a existência ou não de obstáculos que possam dificultar o lançamento do cabeamento ou o posicionamento de antenas, facilidades de pontos de energia, aterramento, ventilação, segurança, entre outros.

No caso específico das redes wireless, a inspeção deve contemplar ainda a análise de possíveis interferências de RF, níveis e condições de propagação do sinal, servindo como fonte adicional de informação para o projeto de localização dos Pontos de Acesso (AP’s).

Objetivos

O principal objetivo de um site survey é assegurar que o número, localização e configuração dos pontos de rede forneçam as funcionalidades requeridas e propiciem um desempenho compatível com o investimento proposto no projeto. Os procedimentos envolvidos na metodologia visam dimensionar adequadamente o local para a instalação dos equipamentos e cabos (redes estruturadas) ou de Pontos de Acesso (redes wireless), permitindo que todas as estações possam ter qualidade nas conexões e obtenham total acesso às aplicações disponíveis na rede.

Para tal, é necessário executar um conjunto de etapas específicas que permitam o levantamento das informações necessárias:

Obtenção dos diagramas representativos do local de instalação da infra-estrutura da rede (plantas da edificação) para a definição das rotas do cabeamento e/ou linhas de visada;

Identificação e localização dos pontos de rede nas áreas de trabalho e locais de concentração de equipamentos para a elaboração das plantas, desenhos e esquemáticos, seguindo uma simbologia padronizada;

Inspeção visual do local para a definição da prumada da rede e identificação de possíveis obstáculos para a passagem de cabos e/ou montagem dos Pontos de Acesso;

Verificação de facilidades quanto ao fornecimento de energia elétrica, condições do aterramento, sistemas de controle de ventilação, temperatura e umidade nos pontos de concentração de equipamentos;

Definição dos requisitos da rede quanto:

  • Cobertura (área geográfica ocupada pela rede estruturada ou que se pretende alcançar via rede wireless);

  • Performance (que irá depender das aplicações de rede);

  • Mobilidade (em redes wireless, roaming entre pontos de acesso);

  • Número de pontos ativos na(s) área(s) de trabalho;

  • Tipos de equipamentos utilizados;

  • Interfaces disponíveis;

  • Segurança física e lógica;

  • Possibilidade de ampliação;

  • Orçamento do projeto;

  • Prazo de instalação.

Identificação de possíveis fontes de interferência EMI/RFI;

Definição da potência dos Pontos de Acesso (limites legais, área de cobertura e tipos de antenas);

Planejamento das freqüências utilizadas (escolha dos canais dos AP’s);

Instalação e testes de aceitação da rede;

Documentação do design final da infra-estrutura da rede efetivamente construída (As Built).

Site Survey em redes wireless

Podemos considerar duas modalidades de Site Survey para redes wireless:

Site Survey Indoor – Realizado para identificar a localização e o número de estações base necessárias (cobertura e tráfego previsto). Os equipamentos utilizados são basicamente um notebook ou handheld, um Access Point e um cartão PCMCIA (no caso de se utilizar um notebook) ou Compact Flash (no caso de um handheld);

Site Survey Outdoor – Além da identificação e localização dos pontos de rede, consiste em verificar se existe visada direta com o(s) Ponto(s) de Acesso Remoto(s) ou se há algum tipo de obstáculo, além de medições de prumada e coleta de outras informações relevantes ao projeto.

Alguns cuidados devem ser tomados na execução do site survey para que a implantação da rede wireless ocorra satisfatoriamente. O profissional responsável pelo projeto precisa estar atento aos detalhes porque uma coluna não apontada na documentação da edificação pode causar problemas de cobertura quando se tratar de um projeto indoor. No caso de projeto outdoor é necessário dar uma atenção especial à etapa de instalação das antenas, verificação do aterramento e do sistema de pára-raios da edificação.

Já a realização do Site Survey em uma rede instalada e em funcionamento inclui testes adicionais de performance e para a verificação de interferências:

Testes de Performance:

  • Testes de PER (Packet Error Rate) – erros nos pacotes detectados pelo CRC devido, sobretudo, a efeitos de multi-percurso ou colisões na rede;

Testes de Interferências:

  • Análise de Cobertura da rede;

  • Verificação do cumprimento dos requisitos;

  • Verificação do projeto da rede e documentação disponível.

No caso de projetos indoor como, por exemplo, interligação de prédios em campus universitário, empresas, clínicas e escritórios comerciais, algumas recomendações básicas devem ser consideradas durante a realização do Site Survey:

As luminárias existentes no local podem interferir na qualidade e alcance do sinal. Assim, é recomendável posicionar o Ponto de Acesso em local que dê visada para a maioria dos pontos da rede;

Locais com alta concentração de equipamentos elétricos (ar condicionado, motores, estabilizadores, etc) são fontes potenciais de interferências EMI/RFI;

A existência de equipamentos funcionando na freqüência de 2.4GHz (por exemplo, telefones se fio), podem causar interferências, podendo inclusive interromper o sinal em redes que utilizem essa freqüência;

Devem-se posicionar as antenas de forma a atender toda a área de cobertura planejada ou uma grande parte dela. Nesse caso deve-se ter em mente que não existe um local ideal e sim um local mais apropriado;

Em áreas que necessitam de maior cobertura ou onde existam muitas estações com um volume alto de tráfego, verificar a possibilidade de instalar Pontos de Acesso adicionais.

Conclusão

O site survey é um procedimento altamente recomendável para que um projeto seja elaborado adequadamente e precursor da implementação de uma infra-estrutura de rede bem sucedida. Pode ter como objetivos desde a avaliação dos resultados obtidos com as melhorias da infra-estrutura da rede até a identificação e solução de problemas de implantação.

Não existe uma fórmula específica para realizar um site survey. A melhor receita é a prática, pois cada caso é um caso e as soluções adotadas em um projeto de infra-estrutura dificilmente serão as ideais para outro. A familiaridade obtida com as peculiaridades levantadas durante esse procedimento se traduz em uma melhor utilização dos recursos, configuração bem sucedida e uma melhor localização física dos dispositivos da rede.

A documentação gerada durante a realização do site survey possibilita um planejamento mais preciso durante o desenvolvimento do projeto de infra-estrutura. Por exemplo, a avaliação física e demais informações levantadas durante a inspeção técnica complementam tanto o projeto físico quanto o projeto lógico identificando os melhores locais para a instalação dos pontos de rede e as necessidades de interfaces/segurança de cada um. A performance esperada para a rede também poderá ser verificada com maior precisão pelos profissionais envolvidos através de ferramentas específicas de gerenciamento.

O site survey possibilita ainda uma maior precisão na elaboração da documentação final do projeto conhecida como "As Built", pois permite que este inclua todos os documentos que registram tudo o que foi efetivamente realizado, utilizando as informações técnicas levantadas inicialmente, além de uma listagem que inclui todo o hardware instalado, localização e configuração dos dispositivos da rede e demais informações que permitam a qualquer profissional da área uma visão completa da infra-estrutura instalada para posterior manutenção.

José Maurício Santos Pinheiro
Professor Universitário, Projetista e Gestor de Redes, 
membro da BICSI, Aureside e IEC.

Autor dos livros:
 
· Guia Completo de Cabeamento de Redes ·
· Cabeamento Óptico ·
· Infraestrutura Elétrica para Redes de Computadores
·
· Biometria nos Sistemas Computacionais - Você é a Senha ·

E-mail: jm.pinheiro@projetoderedes.com.br

© www.projetoderedes.com.br - Termos e Condições de Uso