Carregando Pesquisa
YouTube Facebook Twitter
Apostilas Artigos Tutoriais Aulas Blog Ferramentas de Rede Fórum Downloads Colabore Fale Conosco
» artigos
:: Redes da Próxima Geração

José Mauricio Santos Pinheiro em 23/09/2003

 

O processo de desregulamentação e privatização do sistema de telecomunicações brasileiro incentivou os investimentos na criação e expansão das novas redes de telecomunicações.

As redes de telecomunicações atualmente existentes suportam serviços de voz e dados utilizando para isso plataformas independentes. As Redes da Próxima Geração - NGN (Next Generation Networks) representam uma nova estrutura na qual os dados, a voz e as novas aplicações multimídia convergem. A NGN concretiza o objetivo de uma plataforma de transporte comum permitindo a utilização em larga escala de aplicações como a telefonia IP, os acessos móveis à Internet e streaming de vídeo. A implementação dessa infra-estrutura de rede convergente para o fornecimento de serviços de voz e dados integrados, em contraste com as atuais plataformas independentes representa dessa maneira um enorme potencial de redução de custos de operação e manutenção de toda a rede de telecomunicações.

Assim, a NGN associa uma redução nos custos operacionais das redes e viabiliza o incremento de novas fontes de receita, pois possibilita uma grande diversidade de serviços multimídia, resultando em um retorno de investimento em um prazo bem mais curto. Desse modo, a implementação de redes NGN possibilita a introdução de um conjunto de novos serviços de banda larga, suportado pela rentabilidade dos serviços de voz, associados a essa rede convergente. Torna-se essencial estão disponibilizar soluções de rede que sejam extremamente flexíveis para o provimento de serviços diferenciados e sob demanda, que associem o desempenho e a confiabilidade da atual infra-estrutura das redes de telefonia e de dados e que possam sustentar o crescimento de novas demandas.

Analistas e especialistas do mercado de telecomunicações assinalam que existe uma tendência de que a tecnologia IP passe a ser o ambiente dominante para o transporte de serviços por pacotes, possibilitando maior flexibilidade no fornecimento de novos serviços multimídia e de banda larga. Desta forma, a migração de plataformas de telecomunicações para um ambiente que associe as vantagens tecnológicas do protocolo IP (flexibilidade e rapidez) às vantagens das tecnologias tradicionais (confiabilidade, desempenho e proteção de rede) é um fator importante para o sucesso dos novos serviços de telecomunicações. A migração dos serviços de voz de uma rede comutada por circuitos para uma rede flexível por pacotes certamente ocasionará uma redução significativa da quantidade de elementos de rede e, conseqüentemente, uma redução substancial nos custos de operação e manutenção da rede para os serviços de longa distância.

A NGN beneficiou-se das inovações tecnológicas na área da informação aplicadas às telecomunicações, redes de computadores e serviços multimídia. Como exemplo, uma empresa pode utilizar a tecnologia IP para disponibilizar a transmissão de informações diversas através do uso de redes sem fio, linhas telefônicas ou redes xDSL. Isto possibilita grande flexibilidade na disponibilização dos dados, mas também requer que a NGN mantenha um controle rigoroso do tráfego da rede.

Além da oferta de novos serviços, as NGN’s possibilitam a redução de custos para o mercado corporativo, pois os aplicativos são unificados e providos a partir de uma mesma infra-estrutura. A simples transmissão de voz sobre IP (VoIP) como um pacote de dados já é realidade no mercado corporativo, que vem aderindo às vantagens das redes multiserviços.

Concluindo, a NGN integra infra-estruturas de redes tais como WAN’s, LAN’s, MAN’s e redes sem fio, antes discutidas em separado.  A integração desses recursos e a convergência do tráfego reduzem os custos totais dos recursos da rede, permitindo o compartilhamento da operação, a administração da rede, a manutençã e aprovisionamento de equipamentos e facilidades para o desenvolvimento de novas aplicações multimídia.  As tecnologias da Internet também criam oportunidades para combinar os serviços de voz, dados e vídeo, criando sinergia entre eles.

José Maurício Santos Pinheiro
Professor Universitário, Projetista e Gestor de Redes, 
membro da BICSI, Aureside e IEC.

Autor dos livros:
 
· Guia Completo de Cabeamento de Redes ·
· Cabeamento Óptico ·
· Infraestrutura Elétrica para Redes de Computadores
·
· Biometria nos Sistemas Computacionais - Você é a Senha ·

E-mail: jm.pinheiro@projetoderedes.com.br

© www.projetoderedes.com.br - Termos e Condições de Uso